Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Everything is a Choice

🍀 Escolho a paz e a harmonia pois é o melhor para mim! 🍀

Everything is a Choice

🍀 Escolho a paz e a harmonia pois é o melhor para mim! 🍀

Sobre querer ser o centro das atenções

Rapariga do Campo, 22.05.22

Fiz uma formação online. Tive uma colega que era uma faladora. Sempre que tinha oportunidade falava a dizer alguma coisa, muitas vezes irrelevantes - para mim. Quando o professor não comentava aquilo que ela tinha dito, ela ficava com uma ar de "então e o que eu disse?". Outras vezes acontecia outra/o colega fazer um qualquer comentário qualquer e o professor via ali uma porta para um assunto importante a ser falado. E esta colega fica com um ar que não consigo descrever mas que talvez seja desânimo por não ter sido ela a fazer tal comentário, como se isso não lhe trouxesse prestígio ou reconhecimento.

No final da formação, de 8 dias, ela quis fazer o seu balanço pessoal e afirmou que não conseguia fazer aquilo para que serviu a formação em uma hora mas que levava três ou mais horas. Disse isto de uma forma muito desanimada, muito triste, só faltava chorar. Acrescentou que tinha que consultar muitas vezes os apontamentos, o manual e os vídeos das aulas, não conseguia olhar e fazer logo a análise de uma forma rápida e que isso a deixava triste porque se sentia atrasada em relação a outros colegas. Mas depois o professor disse-lhe que era perfeitamente normal, ele próprio quando começou levou muito tempo a conseguir fazer essa análise de uma forma rápida, e que inicialmente ele levava também horas a fazê-la e ela não podia esperar que ao fim de 8 dias de formação ter a experiência dele (uma coisa pouca de quase 25 anos). E aí ela acenou que sim com a cabeça mas com um ar de carneiro mal morto, como diz o ditado.

Eu até gostei dela, fiz alguns trabalhos com ela. Mas também fiquei com a sensação de que havia momentos em que parecia que ela queria ser o centro das atenções. Como se só ela se estivesse a esforçar-se na formação e a estudar sobre a matéria. Ela falava, colocava dúvidas, e penso que chegou a um momento que os restantes colegas deixaram de colocar dúvidas porque ela era sempre a primeira e quase não deixava mais ninguém falar, acabava por ocupar quase todo o tempo que era dedicado às questões que tínhamos. Eu própria senti isso. Só coloquei perguntas que tinha numa aula em que ela não apareceu, nas outras em que tentei fazê-lo ela conseguiu antes de mim e depois acabava por já não haver muito mais tempo para muitas dúvidas.

Enfim, a formação acabou e é muito provável que não volte a ter contacto com aquelas pessoas. Tenho pena de uma ou outra, até mesmo desta colega porque ela até é simpática. Mas não vou ter saudades de ela quase não deixar as pessoas falarem nem de a ver interromper o professor de vez em quando.

vou dizer algo:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.